!-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

2 de dezembro de 2008

Season Premieres #9

Desperate Housewives: As donas de casa mais desesperadas da vizinhança voltaram para sua 5ª e antepenúltima temporada completamente diferentes em todos os sentidos possíveis. Continuando do gancho deixado pelo finale da 4ª – um avanço no tempo de 5 anos: Gabrielle está “cheinha” e desleixada, com duas filhas tão “cheias” quanto a mãe ou mais; Bee está superfamosa, lançando um livro de culinária, levando todos os frutos de sua parceria com Katherine (o que não deixa a segunda exatamente feliz, obvio); Lynette tem que lidar com o crescimento de todos os seus filhos, mas principalmente os gêmeos que, adolescentes, só pioraram os problemas que causam à mãe; e Susan, como mostrado, sem Mike e de caso novo. E, pra completar o circo e preencher a quota racial de mistérios tenebrosos que assombram Wisteria Lane TODA temporada, Eddie está casada com um homem que só a primeira vista já dá pra sacar que é louco. O andamento da temporada tem sido um pouco morno, mas as cenas de Felicity, pra variar, são prêmios prêmios e prêmios. A história de Gaby também fica interessante para o meio da temporada, com a entrada da ricaça Virginia que quer comprar – literalmente – a família Solis para si. De quebra, ela é interpretada pela excepcional Frances Conroy, a matriarca de Six Feet Under, mostrando que é tão brilhante na comédia quanto no drama. Por esses motivos – Frances em especial – vale continuar acompanhando


Ugly Betty: Betty volta e com ela alguns dos coadjuvantes mais hilários da tv atual Marc e Amanda – perdendo somente para Barney e Sheldon, de HIMYM e TBBT, respectivamente. Betty chega de viagem cheia de novas idéias e sem nenhum amor, pois recusara tanto o mexicano quanto o contador que a disputavam na segunda temporada. Mudanças também virão pela metade da temporada, prometendo dar uma mexida na trama que já parecia estar ficando um pouco desgastada: Alexis sai da serie e Daniel e Willie viram co-editores da Mode. Entra um possível novo amor para Willie – um contador de sotaque britânico, que é noivo de uma professora de ginásio mas que deixa a vilã doidinha, Betty passa a morar sozinha, e com um vizinho cantor pelo qual ela cai de amores, obviamente. E, mais pra frente, Betty passa a ter uma roomate: Amanda! Belas mexidas, ainda com outras que estão por vir – inclusive mais tempo de cena para outra dupla que promete cenas hilarias, Betty e Marc. Além disso, Justin ganha um novo amigo e isso vai mexer com as estruturas dos dois, mas de maneira muito sutil. Na medida certa, a partir da metade desta nova temporada, os autores mudaram a trama pra melhor: aumentaram as participações de quem importa, os coadjuvantes. Até mesmo a participação de Lindsay Lohan é legal, como uma BITCH a la mean girls. Way to go UB!


Dexter: Muitos dizem que esta é a temporada mais fraca da serie, e eu posso ate concordar que ela estava morna no começo, mas mesmo assim, longe de ser fraca. Continua excelente. Rita fica grávida... casório pela frente? Dexter quer o filho, mesmo sabendo do monstro que ele pode ser? Mais conflitos para a já perturbada cabeça do serial killer. Deb ganha a companhia de um novo parceiro, Quinn, e, de quebra, um informante, Anton, que vai mexer com a vida da policial, tanto profissionalmente quanto pessoalmente... Angel ganha uma nova possibilidade amorosa, na mais inusitada das situações: é pego em flagrante contratando uma garota de programa, que na verdade, era uma policial infiltrada!! E, por fim, mas mais marcante, o promotor de justiça Miguel Prado entra na história para mudar tudo. Ex-caso de "Laguerta-a-puta-de-miami-que-pega-geral", se aproxima de Dexter após a morte do irmão (pelo proprio Dexter, sem é obvio, saber disso no momento do assassianto), e passa a ser amigo intimo dele, dividindo partidas de golfe e tudo. Entretanto, mais a frente, a coisa parece ficar mais séria, quando Miguel descobre o segredo de Dexter e, como já dizia a promo da terceira temporada, o aprendiz vira o mestre. Mas, é claro, com isso vêem muitas responsabilidades e é aí que a coisa esquenta, já nos episódios finais, nos quais, mais uma vez, a identidade de Dexter entra em perigo.


Grey's Anatomy: Depois de uma temporada mais do que morna, retorna tentando voltar a velha forma de suas temporadas iniciais, mas atualmente, anda cheia de polemica. Vamos aos fatos: o SGH, que costumava ser o topo do ranking de saúde, cai pra 12º lugar e mudanças são exigidas; Os novos internos se rebelam por não serem propriamente ensinados e resolvem quebrar varias regras para.. hmm.. se tornarem auto didatas, por assim dizer. Izzie e Alex retomam o romance, mas mais pra frente, vemos a extremamente polêmica e controversa volta de Denny Duquette – o fantasminha tarado, que tem rendido cenas vergonhosas para Heighl – castigo por ter reclamado do roteiro? Hmm... Grey e Sheppard finalmente vão morar juntos – thank god... Chega um novo cirurgião para o hospital, um militar, que, por sua brutalidade, encanta Christina e rende cenas muito boas entre os dois. De mais interessante, Callie e Hahn dão continuação ao romance lésbico e a tentativa das duas de se entenderem rendem ótimas cenas de humor, por parte de Callie torres. E a cena em que Hahn se descobre realmente gay é brilhante e o discurso feito pela personagem é digno de Grey's primeira e segunda temporadas, com atuação fenomenal de Brooke Smith. E é aí que entra a polêmica: Brooke foi demitida e boatos rolam que tenha sido ordens superiores da emissora, insatisfeita por ter um casal gay com tanto destaque na serie. Em que século nos estamos mesmo? Enfim, além disso, entra na serie uma amiga de infância de Meredith – que seria lésbica, mas surpresa! não será mais -, para sacudir os internos do hospital com seu estilo rebelde e a amizade de Yang e Grey. Muitas e muitas mudanças, mas, por alguns motivos – meio “racistas” e “sobrenaturais”, por assim dizer - o hospital continua meio morno. Acorda Shonda!!!

9 comentários:

euseries disse...

Não assisto Ugly, nem Dexter... Mas, vejo DH e Grey's.

Se fosse para eu comparar um com a outra eu colocaria Grey's um pouco a frente.

Eu até gostei do salto no tempo. Mas, a histórias ficaram muito ruins. Gaby é a única que está tento um tratamento melhor dos roteirista. Pois até a Bree começou a decair, a história dela está ficando chata. E, o que dizer dos draminhas familiares da Lynette, vejo um brilhantes atriz ser disperdisada na série, Felicity não merece isso. Susan não vou nem comentar...

Já Grey's apesar das polêmicas - Que acabou com a melhor trama da temporada - E, da entrada sem sentido do médico de traumas. Até agora não aconteceu nada demais entre ele a a Christina. Fora que ele não tem quimica com a Sandrah (Alias, quem tem?). E, o retorno do Denny (que INICIALMENTE eu havia gostado). A temporada está me agradando. Ainda não me lembrou nem de longe a BRILHANTE segunda temporada, mas eu acho que pode chegar... Foras que Grey's sempre surpreende. Quem diria que o até então chato Sloan se tornaria tão legal nesta temporada? Grey's sabe mudar as coisas, por isso eu confio.

Por enquanto estou botando mais fé na Shonda do que no Marc.

Kamila disse...

Só assisti ao season premiere de "Ugly Betty". E não gostei muito. A temporada só vai melhorando a partir do terceiro episódio.

Vinícius P. disse...

Gostei muito do início da temporada de "Grey's Anatomy", mas algumas coisas me deixaram chateado nesses últimos episódios, como por exemplo: esse absurdo de tirarem a Hahn, que besteira mesmo! E sem falar na história da Izzie e Denny, quanta bobagem!

"Dexter" tá inferior às temporadas passadas, mas ainda mantém o grande nível de sempre. Já "Ugly Betty" melhorou MUITO, a temporada está impecável. Já "Desperate" está decepcionando, é a segunda pior da temporada na minha opinião - só ganha de "Heroes"...

Wally disse...

Preciso continuar as duas primeiras. Vi duas de Desperate Housewives e uma de Dexter.

Ciao!

Sérgio Déda disse...

Ok.. não assisto nenhuma dessas séries... vou colocar isso tudo em dia nessas férias... heheh

Marcel Gois disse...

PUTA COISA RUIM o que tão escrevendo pra Izzie, viu?! Serio, só pode ser raiva pelo que ela falou! Tá ridículo demais!!!! Acabei de ver o ep 09 agora e que vergonha por ela hein!?

Dexter eu acho que não tá ruim como todo mundo tá falando, eu to adorando essa temporada, claro que a segunda foi melhor, mas essa nao tá ruim.

Pedro Henrique disse...

Cara, Dexter é bacana demais! Espero pela segunda temporada em dvd!

Hugo Bessa disse...

De tudo o que mais me encomoda é essa volta do Denny. Ruim demais.

Ugly tá bem, mas eu to achando a temporada fraca perto das duas primeiras. Vale mesmo é pelos personagens. Espero que Wilhelmina volte a ser Wilhelmina.

Dexter ficou bom mais no final. Achei o começo da temporada bem morna.

Em Desperate, eu acho que a passagem de tempo fez muito bem para a série. Está focada mais nas relações familiares. É um novo olhar, estranhado por alguns.

Breno Adegas disse...

hugo,
concordo com voce em uma coisa, willie precisa voltar a ser aquela willie. Dexter agora no fim realmente tá melhor, mas continuo achando q foi boa a temporada, n tem jeito =p.

pedro,
é mesmo, veja a segunda E a terceira, vale mt a pena!

cel,

adoro teorias conspiratorias e essaq da izzie faz mt sentido...

sérgio,

ponha em dia e divida sua opiniao!

wally,

veja, e de prioridade pra dexter, na minha opiniao mt superior a DH

vinicius,

dexter fica melhor agora pro fim, se vc n viu ainda, acredite. e tirarem a hahn foi uma idiotice, a brooke tava arrasando e eu adorava a personagem. e o denny nem se fala.

kamila,
concordo, vai melhorando no meio da temporada em diante mesmo.

euseries,

nao acho q grey's esteja perto da segunda temporada mesmo, e o denny por enquanto esta me cegando um pouco as qualidades, mas concordo q esta ateh legal d ver. espero q o denny tenha vindo buscar a izzie pq ngm aguenta mais ela ;D e tb acho q a gaby esta mesmo um pouco mais privilegiada q as outras..