!-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

22 de novembro de 2008

A Vida Num Só Dia

Título Original: Miss Pettigrew Lives for a Day

País de Origem: Inglaterra / EUA
Gênero: Comédia / Romance
Ano de Lançamento: 2008
Direção: Bharat Nalluri

Baseado no livro homônimo de Winifred Watson, a história trata de um dia na vida de Guinevere Pettigrew (Frances McDormand), uma governanta de meia-idade que se vê, mais uma vez, despedida injustamente. Sem sequer receber indenização e com a firme intenção de dar uma reviravolta na sua vida, Miss Pettigrew conclui que precisa aproveitar o momento. É quando ela conhece Delysia Lafosse (Amy Adams), uma cantora e aspirante a atriz, que lhe oferece um emprego como "secretária social". Mal chega ao apartamento de luxo, Miss Pettigrew é catapultada para a espiral sedutora e estonteante do mundo social de Delysia.

Em minutos, Miss Pettigrew se vê arrastada para um ambiente de muito glamour e também muitas intrigas. Ela tenta ajudar a sua nova amiga Delysia a conduzir a sua vida amorosa e a sua carreira, ambas complicadas por causa de três homens que andam à sua volta: Michael (Lee Pace), um pianista apaixonado por quem ela realmente é, Nick (Mark Strong), o dono do clube noturno onde ela se apresenta e Phil (Tom Payne), um jovem empresário que prometeu a ela o papel principal em sua nova produção teatral. Nas próximas 24 horas, Guinevere e Delysia vão se ajudar a encontrar os seus próprios destinos.

É um filme simples, em termos de enredo, escrito por David Magee e Simon Beaufoy, mas foi muito bem conduzido Bharat Nalluri (Tempo de Matar), que homenageou a "screwball comedy", um gênero muito comum na década de 40, época em que se passa o filme. Aliás, a reconstituição de época é muito eficiente, a predominância de cenas internas deu vez aos detalhes das mobílias, utensílios domésticos e aos próprios figurinos, ao invés de arquiteturas, publicidades e automóveis de época, que é o mais comum, e que também acontece aqui, mas em menor escala.

O que me chamou a atenção mesmo ao filme foi talentosíssima Amy Adams, que voltou aqui a roubar todas as atenções, assim como em Retratos de Família, quando recebeu uma indicação ao Oscar de Best Performance by an Actress in a Supporting Role. Amy integra uma interpretação estupidamente boa e juro que nem é exagero de fãzóide. É fato que ela vem confirmando, a cada filme, seu grande talento. Mas enfim, além dela o filme ainda conta com o talento da Frances McDormand, não ficando para trás numa solida interpretação como Miss Pettigrew, da Shirley Henderson, do Ciarán Hinds e do Lee Pace, o Ned de Pushing Daisies.

Será que é possível arranjar uma nova vida e encontrar o verdadeiro amor em um só dia? Essa duas mulheres estão prestes a descobrir isso, nessa leve comédia, com muito charme e glamour e muito divertida de se assistir.

Cotação: 8,5

6 comentários:

Vinícius P. disse...

Estou bem curioso quanto a esse filme, mais por seu ótimo elenco do que qualquer outra coisa. E o novo banner do blog ficou ótimo ;-)

Kamila disse...

Eu quero MUITO ver este filme. Achei o trailer adorável e tem estas duas atrizes maravilhosas no elenco.

PS: fazendo coro com Vinícius, parabéns mesmo pelo novo banner do blog, que está SHOW!!!!

Marcel Gois disse...

Vinícius, valeu! E realmente, o filme tem um ótimo elenco!

Kamila, nada mais coerente do que um trailer adorável para um filme adorável. =) E as duas atrizes estão ótimas nos papeis. E valeu pelo elogio. Também adorei esse banner, até agora é o meu preferido! =D

euseries disse...

Gostei do que li na sua resenha, Marcel. O filme parace interessante. Vou ser se o assisto logo.

Tava vendo o último filme visto pelo Breno. Nem sabia que Mamma Mia saiu. Tenho de ver logo isso. O filme promete ser demais!

Robson Saldanha disse...

Fiquei curioso por esse filme, gosto de Amy Adams!

Marcel Gois disse...

Maurício, assista mesmo, vale muito a pena! E Mamma Mia entrou em cartaz no começo de setembro! Próximo mês já deve está chegando em Dvd.

Robson, também adoro a Amy, talento puro!