!-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

23 de agosto de 2008

Não Por Acaso

Não Por Acaso
País de Origem: Brasil
Gênero: Drama
Ano de Lançamento: 2007
Diretor: Philippe Barcinski


Ênio (Leonardo Medeiros) é um engenheiro de trânsito que comanda o fluxo dos automóveis da cidade de São Paulo e uma pessoa extremamente controlada. Sua função é observar o caótico trânsito da cidade e pode se necessário, abrir e fechar semáforos ou inverter a mão das ruas. Ele vê o trânsito como um fluido correndo por artérias invisíveis, quando há poucos carros há pouca pressão e tudo flui bem, quando há muitos carros a pressão aumenta e tudo deixa de fluir. Um sujeito reservado e que tem uma filha adolescente, Bia (Rita Batata) que mora com a mãe e o padrasto. Pedro (Rodrigo Santoro) é dono de uma marcenaria especializada na construção de mesas de sinuca (talento herdado do pai) e uma pessoa muito meticulosa. Ele mora com Teresa (Branca Messina), uma jovem estudante e fotógrafa que está abandonando uma vida de classe média alta para morar com Pedro no fundo da oficina. Um acidente faz com que a vida de ambos tome rumos surpreendentes.

“Não Por Acaso” marca a brilhante estréia de Philippe Barcinski (diretor do curta da postagem abaixo) como diretor de longa-metragens. Com um roteiro muito bem escrito e bastante sensível, o filme vai sendo construído a partir de uma técnica muito segura, de quem sabe o que faz. Tudo no filme é louvável, desde o cuidado com que cada cena é construída até os diálogos, que estão longe de soar falso ou exagerado. A trilha sonora também cuidadosa, é de muito bom gosto, confesso que no começo me assustei quando em menos de 15 minutos de projeção a mesma sintonia ecoou no mínimo três vezes, mas isso foi irrelevante perto do resultado final. A montagem também é outro mérito, junto com Márcio Canella, Barcinski conduz as duas histórias quase que totalmente paralelas, sem pressa, sem excessos e com direito a tomadas aéreas e alguma ajudinha de efeitos sutis e de muito bom gosto, rendendo aqui, inclusive, a cena que define o longa.

Além de tudo já citado, me sinto na obrigação de destacar as atuações desse ótimo elenco, desde os que fizeram participações como é o caso Cássia Kiss, que eu particularmente acho uma das grandes atrizes brasileira, até os protagonistas Rodrigo Santoro e Leonardo Medeiros. O Santoro encena perfeitamente a vida de Pedro, em mais um trabalho seguro e numa ótima química com Branca Messina. O Leonardo Medeiros está impressionante numa atuação super contida, de muitos olhares e poucas palavras. No elenco também tem a Rita Batata e a Letícia Sabatella em mais uma ótima atuação. Só a construção da relação dela com o Santoro que não convenceu muito. Mas enfim, excelente filme, sensível e intimista na medida certa. É o cinema brasileiro me orgulhando mais uma vez. Que ótimo.

Cotação: 9,0

14 comentários:

Vinícius P. disse...

Muito bom ver que alguém mais apreciou esse belo trabalho do cinema nacional (injustamente esquecido, na minha opinião). O Barciski já foi uma das melhores revelações do ano passado, acho que podemos esperar muito desse diretor daqui para frente. O banner ficou bem legal ;-)

Robson Saldanha disse...

O cinema brasileiro vem sendo tão maltratados nos últimos anos pelos brasileiros e saber que há filmes assim é estimulante... procurarei!

cinefilapornatureza disse...

Ainda não conferi "Não Por Acaso", mas gostei do seu texto. Adoro assistir aos filmes brasileiros, ainda mais se eles forem de ótima qualidade - o que parece ser o caso deste filme.

Junio Rocha disse...

Olá,

Sou proprietário de Vídeo Locadora e possuo um Blog com dicas e sugestões aos empresários do setor, gostaria de firmar uma parceria com seu site e que possamos trocar idéias sobre cinema.

O link do Blog:

http://guiadavideolocadora.wordpress.com

Desde já seu Site está adicionado aos links do “Guia da Vídeo Locadora”

euseries disse...

Confesso que não assisto muito filmes brasileiros, mas nem todo tendo tempo de assistir filmes em geral, não importa a nacionalidade. Mas, com Santoro e Sabatella eu vou querer ver "Não por acaso"

Marcel Gois disse...

Vinícius, com certeza o Barciski foi uma das melhores coisas que aconteceu no cinema brasileiro nesses últimos tempos, eu diria. O cara sabe o que faz.

Robson, não deixe de assistir. Acho que vai gostar.

Kamila, sempre fico todo orgulhoso quando assisto um filme brasileiro de boa qualidade. =D

Junio, valeu. Vou adicionar o seu blog aqui no meu também.

Maurício, quanto tiver um tempinho, assista. Você não vai se arrepender.

cinevita disse...

Achei uma bela direção. Mas o roteiro, com algumas exceções, não me empolgou ou emocionou. O elenco, porém, ajuda muito.

Nota 7,5

Ciao!

Pedro Henrique disse...

Esse é um cinema nacional que eu preciso ver com urgência. Boa dica.

Abraço!

Petter disse...

Eu gostei tanto desse filme, muito mesmo.

Mostra um angulo bacana de São Paulo né, junto com o contexto da história e junto da cidade totalmente cinza..ficou muito elaborado e claro Santoro está formidavel na atuação como sempre, cinema brasileiro é bom sim rapá

Luiz Henrique Oliveira disse...

Olá, olá!

Sobre esse filme, algumas coisas me marcaram nele. Achei muito bem dirigido, fato. Bem atuado, também. Mas o roteiro... hm, tem alguns furos. Mas a fotografia colaborou, ficou ótima. Em suma, Santoro carrega o filme nas costas, visto que apesar da Sabatella estar bem, não tem o carisma necessário para a personagem. Mas é divertido, eu gostei.

Um grande abraço.


Ah, primeira vez que comento aqui, estou voltando apenas agora com o mundo de blogger, então estou conhecendo novos espaços. Se me permitir, voltarei. Abs!

Marcel Gois disse...

Wally, excelente direção, eu diria. Podem até achar exagero, mas eu adorei MUITO a direção do Barciski. Virei fã, o cara tem créditos cmg, agora.

Pedro, não deixe de ver mesmo.

Petter, São Paulo é praticamente um coadjuvante da história, interessante que o Barciski é carioca, ele retrata SP com uma curiosidade aparentemente pessoal que só acrescenta ao filme.

Luiz, fique a vontade para voltar quantas vezes achar que deve. E pra comentar também, eu faço o blog pra mim, mas principalmente para os meus leitores, então um feedback é sempre bom, também. =D

wender. disse...

Legal o teu trabalho neste blog, estou pesquisando alguns gostos em comum e acabei por aqui. Então te deixo o convite pra conferir meu blog .Sou envolvido em cinema também, faço parte de um coletivo e se tiver interesse de saber mais aparece lá.ehehe.
Abração

Wender Zanon
www.discoduplo.blogspot.com

Sérgio Déda disse...

Primeiro... parabéns por hoje.. vamos tomar uma amanha hehehhehe
Vc me falou muito bem deste filme e espero cinferí-lo logo...

vlws

Marcel Gois disse...

Wender, valeu pela motivação, dei uma passada rápida no seu blog e gostei, quando eu tiver um tempinho volto lá pra ler e deixo comentário.

Serginho, valeu e assista mesmo qndo tiver a oportunidade!