!-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

7 de março de 2009

Se Eu Fosse Você 2

Título Original: Se Eu Fosse Você 2
País de Origem: Brasil
Gênero: Comédia Romântica
Ano de Lançamento: 2009
Direção: Daniel Filho

5.324.000.

O número fala por si só.
Fenômeno absurdo de público, como não se via há um bom tempo com um filme brasileiro (Tropa de Elite foi um fenômeno, sim, mas nas barracas de camelô), Se Eu Fosse Você 2, de Daniel Filho, traz nova esperança pros produtores nacionais. O velho preconceito de filme brasileiro = qualidade precária teria finalmente acabado? Aparentemente, sim.

E não é sem motivos. Desde Central do Brasil, passando pelo aclamado (justíssimamente) Cidade de Deus, atropelando bandidos com tortura em Tropa e rindo deliciosamente com este filme que é o assunto deste texto, as produções brasileiras tiveram um upgrade notável de qualidade, principalmente em sua parte técnica, já que a criatividade brasileira é característica mundialmente conhecida (e premiada) há décadas. Mas, diferentemente de seus antecessores, Se Eu Fosse não se prende somente a isso, e é em outros aspectos que vai conquistar seu público.

O enorme motivo é a dupla de protagonistas. Mesmo o roteiro sendo baseado num clichê que já foi usado e abusado em Hollywood e por eles próprios na primeira versão do filme, Glória Pires e Tony Ramos fazem com que absolutamente tudo valha a pena. São dois gênios oriundos das telenovelas que sabem brilhar se apoiando apenas em pequenos detalhes. E, como brilham. Antes de ir para o mérito da troca de corpos que baseia todo o roteiro, peguemos uma cena somente: tente fazer com alguém uma cena igual a da briga no elevador, em que os dois discutem falando as mesmas frases ao mesmo tempo. Hmmm...

Além desses pequenos detalhes que já estamos acostumados em ver na tela pequena, temos a deliciosa troca de corpos. Tony Ramos é um monstro. Faz com que todos riam do início ao fim, com pequenas sutilezas, sem exagerar na afetação da voz e se segurando apenas em pequenos movimentos das mãos, no andar expressões faciais como poucos conseguem. Ainda mais numa era onde o botox impera. Glória Pires também está muito bem, segurando seus ombros, pisando firme no chão e empostando sua voz. É uma grande atriz e sabe brilhar. Mas Tony é simplesmente genial.

Se Eu Fosse Você 2 encanta o público por dois motivos: um, por ser uma comédia leve e muito divertida, que todos nós precisamos em tempos de João Hélios, Isabella Nardonis e etc, mesmo sendo somente mais do mesmo em seu roteiro. Dois: Tony Ramos e Glória Pires.

11 comentários:

Vinícius P. disse...

O principal motivo pelo qual pretendo ver esse filme é justamente a dupla central, ambos grandes atores, sem falar que esse enorme sucesso me deixa mais curioso.

Kamila disse...

Concordo plenamente com você: a razão principal do sucesso de "Se Eu Fosse Você 2" é a dupla de protagonistas. Tony Ramos e Gloria Pires estão ÓTIMOS como o casal que troca de pele por um determinado momento. O roteiro é totalmente clichê, mas a gente ri HORRORES!

Yuri Dias disse...

Ainda não vi a continuação, mas tenho certeza de que o casal protagonista carrega o filme, só uma coisa que não gostei com todo esse sucesso: o terceiro já foi confirmado. Ao invés de buscarem outros temas para mais filmes, preferem bater na mesma tecla certa o que vai fazer o filme cair na mesmice.

Abraços.

Robson Saldanha disse...

Eu amei esse filme e me despi de qualquer crítica pra curtir do início ao fim e isso foi essencial! simplesmente muito bom!

Pedro Henrique disse...

Depois do sucesso desse filme, o cinema comercial vai invadir a nossa indústria!!!

Kau Oliveira disse...

Breno, eu não gostei muito do primeiro, mas muitos dizem que este segundo é beeeem melhor. Acho que vale pelos momentos cômicos e pela dupla Ramos + Pires, não é?!

Abs!

Lucas Oliveira disse...

achei o segundo mais divertido q seu antecessor. tecnicamente tem umas falhas ainda principalmente no áudio, mas os protagonistas seguram as pontas principalmente ramos q é hilário!

Xarão disse...

Preciso ver e comprovar. Tem o Chico Anysio também, acredito que seja bacana mesmo.
;)

apanhadogeral disse...

Fico feliz pelo sucesso e por ser uma comédia leve e despretenciosa, já que nao aguento mais filmes sobre a pobreza, favela e nordeste. O Brasil não é só isso. Tomara que agora descubram isso e invistam em outras histórias.

Cecilia Barroso disse...

Esse filme me fez rir como a muito tempo não ria.
Apesar de clichê e previsível é uma excelente diversão e, o melhor, nacional!

Beijocas

O Cara da Locadora disse...

Muito bom filme, a altura do primeiro... Muito legal sequencias no Brasil, rs...