!-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

1 de janeiro de 2009

Marley & Eu



Vou fazer uma pequena metalinguagem com o conteúdo do filme aqui pra falar dele, variando um pouco o formato do texto, pegando emprestado a idéia de coluna de John Grogan, ok?

Antes de mais nada, Feliz Ano novo, pessoas!!! Agora, vamos ao que interessa, sim? Adaptações de livros para o cinema geralmente geram controvérsias e muitas vezes são mal-sucedidas no quesito fidelidade e acabam por desgostar muitos fãs da obra literária. Mas eu sempre fico curioso com relação a filmes assim e sempre corro pra ver. Ainda mais quando se trata de um best seller como Marley & Me. Não li o livro, confesso, mas minha irmãzinha querida de 12 anos devorou o livro em poucos dias e releu, releu, releu, assim como várias outras pessoas que conheço. Dessa maneira, imaginei que o filme fosse atrair alguns curiosos. Mas não esperava chegar no cinema com uma hora e meia de antecedência e encontrar a sessão que eu buscava lotada. Muito menos ter que chegar com 40 minutos para entrar na fila da sessão de 23h40(!!) e perceber, mais tarde, que esta também ficaria lotada. Surpresa pra mim, que tinha ido ver um simples “filme de cachorro, de sessão da tarde”

Só que Marley e Eu não é só um filme de cachorro bobo. Acho que tirei essa idéia (errada) de que só poderia ser isso tendo Owen Wilson como protagonista. Imaginei eu que me divertiria basicamente com algumas piadas prontas e com a beleza estonteante de Jennifer Aniston – mais linda do que jamais esteve, no alto de seus 39 anos. Errado de novo. Sim, é uma históra de cachorro, uma comédia com algumas piadas prontas, mas é bem mais que isso. É um filme sobre o dia-a-dia de todos nós.

Marley é o tal pior cachorro do mundo, de acordo com seu dono John (Owen), que chega para atrasar os planos de Jen (Aniston), esposa de John, de ter filhos. Chega e, ao invés disso, dá início à família dos dois – que no fim teriam mais 3 crianças. Marley é puro carisma em forma de cachorro. Não tem jeito, você vai se lembrar do seu próprio cachorro e, se não o tiver, vai querer comprar um. E esse é o grande mérito do roteiro do filme. Tudo é feito de uma forma que faz com que cada um da platéia se veja ali dentro. Começo, inclusive, a acreditar que a escolha de Owen como protagonista venha com esse intuito – não é um Tom Cruise da vida, alguém inatingível. Aliás, Wilson surpreende, pelo menos a mim, passando bastante verdade nas cenas de drama do filme. A comédia do filme funciona muito bem também, não surpreendentemente – já que o timing de Jennifer e do próprio Owen já são conhecidos. A cena do adestramento é impagável.

Ao fim do filme, minha irmã ao meu lado soluçava, de cara inchada e vermelha, assim como muitas pessoas saindo do cinema. Não é à toa: o filme toca quem o assiste, na mesma intensidade que diverte. E colocar criancinha chorando no fim é covardia, vai. A fã ardorosa do livro saiu satisfeita, missão cumprida. Saí eu também satisfeito, surpreso, e entendendo o porque do livro ter sido um sucesso, assim como porque o autor do livro e protagonista Grogan ter sido melhor sucedido nas colunas do que nas reportagens em si: John sabe retratar o dia-a-dia como ninguém.


Título Original: Marley & Me
País de Origem: EUA
Gênero: Comédia/Drama
Ano de Laçamento: 2008
Direção: David Frankel

5 comentários:

Vinícius P. disse...

Confesso que não estava muito interessado nesse "Marley & Eu", mas todos dizem que o filme é muito emocionante e por isso mesmo devo dar uma chance a ele em breve!

Anônimo disse...

ainda ñ assisti o filme ,+ agora vou assistir. adorei esse blog meus parabéns ,tenho um blog criado recentemente (segue o endereço) por favor visitem nem q seja só para conhecer .
o blog é sobre um desenho animado q se chama Jimmy nêutron e espero vocês lá.
endereço:http://larilove-jimmyneutron.blogspot.com/

Hugo Bessa disse...

Quando começaram a sair as notícias sobre a produção do filme, eu logo torci o nariz. Não gosto muito de filme com animais, mas depois de ler as críticas estou com muita vontade de conferir. Eu não gosto de filme com animais, mas adoro um drama bem feito. rs;
Abraço

Sérgio Déda disse...

Estão falando muito bem desse filme que estou ficando ansioso para assisti-lo...

vlws

Ygor Moretti Fiorante disse...

Ola a todos, digo uma coisa: Vão ver Marley e eu , eu não li o livro mas conheço e meu irmão e irmão tb devoraram o livro em pouco tempo, devo dizer que gosto defilmnes de animais e maisainda de cachorros, mas MArley não é so sobre cachorro a historia de vida do jornalista, como sua familia é construida é linda, aliada a bela historia de marley, confesso fiquei soluçando tb no cinema rssss.

abraço e ate logo!!!