!-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

9 de setembro de 2009

Se Beber, Não Case

Título Original: The Hangover

País de Origem: Alemanha / EUA
Gênero: Comédia
Ano de Lançamento: 2009
Direção: Todd Phillips

Dois dias antes do casamento, Doug e três amigos vão para Las Vegas passar uma noite inesquecível. Quando os três padrinhos de casamento acordam no dia seguinte, explodindo de dor de cabeça, não conseguem se lembrar de nada. O luxuoso quarto de hotel está um caos e o noivo simplesmente desapareceu. Sem a menor ideia do que pode ter acontecido e correndo contra o tempo, o trio precisa refazer os passos da noite anterior até descobrir quando as coisas começaram a desandar e, de preferência, levar Doug de volta a Los Angeles a tempo para o casamento. Cheio de um humor politicamente incorreto, “Se Beber, Não Case” narra, através de inúmeras situações surreais, como seria uma despedida de solteiro em Vegas fugindo daquele velho clichê strippers e apostas. Um tigre no banheiro do quarto do hotel, uma galinha, um dente a menos em um dos protagonistas e um bebê que aparece do nada trancado dentro de um armário, essas são algumas das situações, a principio inexplicáveis, mas que ao final acaba fazendo algum sentido.

A agilidade do roteiro é um ponto alto e é responsável diretamente pela estrutura do filme que rende história para pelo menos uma semana de viagem, mas narra em apenas dois dias o que aconteceu em uma noite em Vegas. Ou seja, a coisa fica corrida e no final a impressão é a de que foi tudo muito precipitado e apressado demais. A prova disso é que a gente só tem “provas concretas” do que realmente aconteceu naquela noite durante os créditos finais, quando o diretor nos presenteia com as fotos tirada durante a noite da despedida de solteiro. Grande parte da diversão fica ainda nas costas do trio de protagonistas: Helms, Galifianakis e Cooper. Dos três, o melhor pra mim foi o Galifianakis, que creio eu seja o menos conhecido dos três, mas roubava a cena cada vez que aparecia na telona, atuou exageradamente na medida. Todd Phillips tinha nas mãos uma premissa simples (despedida de solteiro em Vegas), mas conseguiu, graças às situações extravagantes do roteiro, executou a narrativa de um jeito que fez toda a diferença, fazendo o filme render muitas risadas e acho que cumprindo o objetivo principal. E é por isso que indico, por um único e simples motivo: diversão garantida.

Cotação: 7,0

11 comentários:

Vinícius P. disse...

Não espero nada mais dessa comédia que não seja uma boa diversão, afinal nem gosto muito desse tipo de comédia...

Marcos disse...

Olá Marcel,

Sou leitor do Talking About Movies e sou cinéfilo de carteirinha. Eu estou mandando esse email porque estou trabalhando numa empresa que desenvolveu um portal sobre cinema - o Cinema Total (www.cinematotal.com). Um dos atrativos do site é que você cria uma página dentro do site, podendo escrever textos de blog e críticas de filmes. Então, gostaria de sugerir que você também passasse a publicar seus textos no Cinema Total - assim você também atinge o público que acessa o Cinema Total e não conhece o Talking About Movies.

Se você gostar do site, também peço que coloque um link para ele na seção "RECOMENDO" do Talking About Movies.

Se você quiser, me mande um email quando criar sua conta que eu verifico se está tudo ok.

Um abraço,
Marcos

Ygor Moretti Fiorante disse...

Concordo com o vinicius, eu até curto comedias assim embora fiquem sempre como segundas opções, mas para diversão e não ter que prestar demais atenção, são bem vindas.

Kau Oliveira disse...

Cara, não vi esse filme. Ainda tá em cartaz aqui, mas vo deixar pro DVD. Tenho medo hahahahaha.

Abs!

Kamila disse...

Marcel, não sou a maior fã de filmes de comédia que possuem piadas sujas e de mal gosto, mas esse filme aí me ganhou. ADOREI!

Wally disse...

Quero ver porque mesmo aqueles que não adoram, ao menos gostam, como você. E, neste caso, é unânime. Todas as opiniões que li até agora são positivas. Em se tratando de comédias, isto é uma raridade.

Robson Saldanha disse...

Não sou dos mais simpáticos pra comédia mas estou louco pra conferir este filme, de tanto que falam, sério!

jeff disse...

Eu fugiria do filme se não fosse o comentário do pessoal. Sua nota até que nem foi tão alta, vi notas maiores por aí, mas os comentários continuam afirmando que o filme é muito divertido. Como gosto de diversão, verei. Mas esse eu vou baixar. hehe

[]s!

Ricardo Martins disse...

Estou ansioso para ver esse filme, espero morrer de rir!!!!
Três amigos em uma noite em Las Vegas, dá para imaginas as loucuras que eles viveram.. é isso que espero encontrar nesse filme!!!!!

E Marcel visite meu blog, Também se quiser me dar uma força vamos trocar link!!!
valeu.
Abs.
http://momentocine.blogspot.com/

Pedro Henrique disse...

Sem dúvida muito engraçado, mas perde ritmo no final a cai nas graças das formulismo.

Matheus Rufino disse...

em pensar que eu cheguei a ficar irritado com a presença de propagandas desse filme em todos os ingressos de filmes que eu via, por achar que era um besteirol sem tamanho. Acabou que uma meia dúzia de comentários positivos me fizeram ver o filme, e devo dizer que não lembro qual foi a ultima vez que ri tanto com um filme. É sim quase um pastelão, mas é extremamente bem feito, todas as situações ocorrem por um motivo e vc não sente que está sendo enganado por alguém que quer te fazer rir a todo custo. É uma comédia perfeita, feita na medida, na minha cotação mereceu muito mais que 7, foi simplesmente umas das melhores coisas do gênero que vi ultimamente. Quem se importa com o politicamente correto não vai apreciar, mas sinceramente, I don't give a damn, quando se trata de humor, o humor negro quase sempre é o mais eficiente, desde que não seja forçado, e nesse filme é usado na medida. Pra mim já é um clássico, só não verei de novo por agora por que minha cara ainda está doendo de tanto rir, mas com certeza vou conferi-lo de novo quando sair em dvd. Esse filme mostrou que mesmo o cinema que é diversão pura, pode ser feito com extrema qualidade.